18 de mai de 2015

ERVAS CURATIVAS: BAMBU BRASILEIRO


Árvore Brasileira: Bambu Brasileiro

De nome científico bambuseae, e pertencente à família das poaceaes, o bambu é uma árvore cuja presença não ocorre apenas no Brasil, mas em quase todos os continentes do planeta, com exceção da Europa. Trata-se de uma árvore que se subdivide em outras famílias ou tribos, como chamam os especialistas em bambu. Há os bambus chamados de lenhosos e os bambus denominados como herbáceos. Embora haja uma grande variação de novas espécies e tantas variedades, estima-se que sejam cerca de 1250 espécies, divididas entre 90 gêneros. Estas árvores vivem em uma grande diversidade climática, indo do das zonas tropicais (caso de sua ocorrência no Brasil), e também em zonas temperadas.
 Trata-se de uma árvore que tem sido bastante usada como alternativa em construções mais sustentáveis: uma opção bem interessante de madeira para a construção civil. Possui caule lenhificado, que pode ser utilizado na fabricação de instrumentos musicais, sem contar que também pode ser utilizada para a produção de gramínea, a fibra de bambu.
 Pertence à classe das liliopsidas, e à família poaceae. Considerada árvore que possui trunfos suplementares, tem uso medicinal em tratamentos de doenças respiratórias, além de ter ação antibacteriana.
 É árvore tropical renovável, o que faz dela uma excelente opção para cercas vivas. Ela se reproduz todos os anos, sem a necessidade que haja um replantio, por isso também conserva em suas características, potencial agrícola. Ótima para a captação de gás carbônico, também tem a prerrogativa de outras características físicas e químicas, podendo ser vastamente utilizada. Não há nenhum registro de outra árvore que se renove num período tão curto quanto o bambu, nem mesmo com velocidade de crescimento tão rápido.
 Mesmo havendo espécie nativa no país, o uso do bambu ainda é bastante restrito, se comparado a outros países onde ele também é planta nativa. Aqui seu uso, basicamente, está aplicado no artesanato. O bambu é usado como matéria-prima para fazer cestos, varas de pesca, fabricação de alguns tipos de móveis, além de ser usado na produção de brotos comestíveis.

Curiosamente, sua utilização para diversos fins é bem recente, teve início nos anos de 1980, quando o seu uso foi intensificado em algumas regiões industriais, principalmente nas áreas de produção de alimentos e na produção de papel e celulose. O bambu quando é processado pode substituir outras árvores mais nobres e menos renováveis, evitando assim, o aumento desnecessário do desmatamento e melhoria na preservação do ambiente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário