26 de jun de 2015

ERVAS CURATIVAS: UVAS





Compare a uva-passa com a uva fresca

Está aí uma fruta cheia de atributos. Além de reunir vitaminas, potássio e fibras, ela é uma mina de resveratrol. “Essa substância melhora a flexibilidade dos vasos e diminui a oxidação do colesterol ruim, o LDL, beneficiando o sistema cardiovascular”, conta a nutricionista Luciana Harfenist, do Rio de Janeiro. Como se não bastasse, o alimento carrega flavonoides, dos quais se destaca a antocianina – molécula que protege contra males neurodegenerativos e tumores. “Quanto mais escuras as uvas, maior a quantidade desses compostos”, frisa Luciana. Se preferir a versão sequinha, tudo bem. Com exceção das vitaminas hidrossolúveis (como a C e as do complexo B), que se perdem no processo de desidratação, os outros nutrientes continuam ali – e até mais concentrados. Parece ótimo, mas atenção: entre eles, está o açúcar. “A mesma porção de uva-passa pode ter três vezes mais calorias do que a fresca”, arremata a nutricionista. Logo, ao optar pela fruta seca, contente-se com 1 colher de sopa por dia. No caso da natural, estão liberadas de dez a 12 unidades. Quer conhecer melhor as duas variedades? Veja a tabela nutricional abaixo (os valores se referem a 100 gramas dos alimentos).

Energia
Uva fresca – 71 calorias
Uva-passa – 300 calorias

Carboidratos
Uva fresca – 17,8 g
Uva-passa – 79,1 g

Proteínas
Uva fresca – 0,6 g
Uva-passa – 3,2 g

Fibras
Uva fresca – 0,6 g
Uva-passa – 3,4 g

Vitamina C
Uva fresca – 10,8 mg
Uva-passa – 3,3 mg

Ferro
Uva-passa – 2 mg
Uva fresca – 0,2 mg

Fonte: Livro “Nutrição e Técnica Dietética”, de Sonia Tucunduva Philippi

Nenhum comentário:

Postar um comentário